quinta-feira, setembro 05, 2013

Rumor de véspera



Do breu petulante
minha poesia inicia vingança 
de eternidades

− Órbita minguante
para quem ficou séculos
a ver

o engano cromado
e a malícia subornável
que nunca os ansiei mais
órfãos.

Do rumor de véspera
meus semáforos iniciam aberturas
de infinitudes

− Trajetórias metafóricas
para onde se desbotam

os tintos maduros
e o sol encorpa numa lagoa
de dúvidas.


Nota sobre a foto:

Espécime de Breu Branco [Protium heptaphyllum]
Fotografia by Benny Franklin [Paraíso Nika, Praia do Paraíso, Mosqueiro, Belém.

sábado, fevereiro 09, 2013

Infinitude de ser

Pintura by NãoSouEuéaOutra

Reptos de lumes
em meio-fio. 

Sob o esterco do poema marginal:
o ávido
partir lançante 
sem as lúcidas sobrancelhas
da chegada,
o transpor magnífico
de cada coincidência ambidestra,
o símile underground
com pensamentos trans, o estorvo
tátil em pedaços.

Ah! Todo exame de consciência
é como um triturador de sonhos que mói
admiravelmente o que se lhe dá para sonhar,
mas não derrama outra coisa
senão o que se lhe deu
em sonhos.

Ah! Toda incidência de vida
é como uma moedora de porvir que rói
desmedidamente os cachos das partidas em prantos
e os olhares de negação a esse sol masoquista
que ignora recomeços
e reais possibilidade de repartir
o pão de ficar.

Oh, tu,
parceiro do infinito!
Sê tudo. Ofertai flores exatas...
Sorrisos contundentes.
Sê mais que mais... Abraçai-abraçai nuvens de carnes.
Sê um arbusto no aglomerado da esperança.
Estancai-estancai lágrimas
que ferem.

Ai, ai!
O fim
da vergonha em movimento líquido
já é um sarcófago partindo
em rio de perau; urro de cão
chamado a ser sentinela do vazio.
Ai, ai!
O gesto de resistir
ignora 
retropasso.


© Benny Franklin

Pintura (...)
gentilmente cedida por "NãoSouEuéaOutra".


Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Creative Commons License

quarta-feira, agosto 29, 2012

O EVENTO DA AMAZÔNIA SERÁ EM BELÉM


CHAMADA GERAL


Dia 29 de Setembro, o "Evento da Amazônia" de "100 MIL POETAS & MÚSICOS POR MUDANÇAS[parte integrante de "100 Thousand Poets For Change", onde mais de 700 eventos em mais 115 países estarão, simultaneamente, celebrando paz, sustentabilidade, política e mudança social] será o de Belém. 

Isso vai mudar a forma como vemos a nossa comunidade local e da comunidade global. 

Vamos inundar a Metrópole do Norte com poesias & músicas. 

Essa emocionante celebração será um marco do novo tempo que vive a cultura amazônica.

Tema: "Fazer da Paz um Verbo".

Símbolo:"Sumaumeira do Hangar".


Local: Está sendo negociado com o Hangar , o "entorno da Sumaumeira".


Início: 17:00 horas


Poetas & músicos, juntem-se a nós!


Vamos que vamos!


Contato:

091 8154 3219