quinta-feira, dezembro 25, 2008

Loucos ventos de cara!


Despertai-vos, oh! loucos ventos
de cara!

Não mastigueis vós,
uns aos outros
como os desertos vos mastigam
a ferro — entesado.

Sim! Sim!
Desabrigai-vos
do meio dos
carnívoros templos
de ouro mortificado.

Argh! Desviai-vos
das lábias gordurosas do pedal
do instante.

Ai! Ai! Apartai-vos,
brochados redemoinhos!
Vós, olhos da tormenta,
representais o verbo ilícito,
a traição da mansidão,
o retropasso.
............................................

Acerca de vós,
oh! gravetos de ventos, dir-me-ão:

— Soprá-los à doca surreal das lonjuras
no ensejo magistral do escarro
mareja a sesta da escrita
e sevicia o ato re-unido da lógica.

Lá fora, o sopro-guincho
mesmo subjugado fervilha
como dois hálitos coligados,
pois na ânsia de aliciar
um segredo anteposto,
esbarra na símile interrogação:

— Onde caminha o silêncio?

Ah! Pode-se vê-lo cruzar
pelo sêmen-mor do poema
enrijecido tal como a equação
que mobiliza sua volúpia.
............................................

Oh tu, coche de brisa!

Aceitai o que as conchas de areias
purificam à vossa revelia.

— Tu que trafegas
vestida de prata em meio
à branquidão engravidada
dos álgidos oásis,
socorre-nos não somente para salvar
os nossos segredos,
mas para salvar as nossas
condolências secas,
já que deveríamos saber
que tudo está a ermo
ainda que alguns vermes estejam – como nós
em arranque de partida!

© Benny Franklin

Foto: Ana Morkazel

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

Miguel Barroso disse...

Gostei. Demais!


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

Lelo disse...

Olá Benny, instigante seu poema, erudito e dinâmico. Parabéns pelos poemas e pelo lindo design de seu blog.
abraços, um 2009 lotadinho de sonetos de paz, acalanto e amor!
Visite meu blog:
http://timideztofora.blogspot.com
Te espero lá!

rogerio santos disse...

Benny,
Só tenho que agradecer tuas palavras.
Tanto no comentário, como nos versos cheios de estilo, aqui e no Poema Dia.
Poema Dia é uma boa idéia e nesse primeiro mês, foi muito divertido.
Aos poucos vamos nos conhecendo e reconhecendo.

Desejo um ótimo 2009 pra todos nós.
Rogerio

nydia bonetti disse...

Que lindo, Benny!
"Onde caminha o silêncio?"
Palavras são estradas, por onde o silêncio também caminha... Que em 2009 possamos seguir abrindo estradas ou trilhas, no rumo das palavras que nos libertam.
Abraços
Nydia

Gerardo Monteiro Filho disse...

Bacana primo, parabéns pelo blog!
P.S. estou tentando aquela possibilidade de contato com o Alexandre, conforme combinamos.
Forte abraço!