segunda-feira, janeiro 01, 2007

A boca


Para Adriana Costa, Paula Machado e Georgenor Franco Neto.


Devoro-te –
porque sei da verdade dos deuses;
porque rechaço a imparcialidade das coisas
e porque o sol dos fracos
fode o orvalho desmedidamente.

Devoro-te –
qual pusilânime carne de primeira que
aos poucos se alimenta de mim
(sabe Deus como se deu
o primeiro ato-falho!)...
Imerecido, ouso e mastigo
certos gozares e ossos,
cuja gala mofenta é a que racha o alumínio do peito,
a que desembainha a alma desgalhada
e a que desmistifica o bacio abobalhado.

Devoro-te –
porque hoje é inverno e ainda te desejo.
E não se ponha
(feito diesel copulado)
a me encandear qual barro e saliva
e nem descreia daquilo que desgalo,
porque o amanhã, louco amanhã,
esse, será alimento das guerras inúteis;
e o louco estrume da fala movediça,
esse, não será vítima de si,
muito menos será
automóvel enviuvando famílias.

Devoro-me. Sou gozada de anta
liquefazendo a dor arrependida...
Sou espada de vento
multifacetando a rosácea imaculada -
a boca não!

Foto: Fotografia na Net
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

16 comentários:

Felipe Canté disse...

Benny: poema maravilhoso. Teu ciclo está completo. Nada mais a dúvidar do talento que te mantém em pé, atual, denso, vivo e contemplativo. Faço parte da galeria restrita de amigos que te admira.
Parabéns poeta: "presente inquebrável" que ganha o Pará com a magia de tua brilhante poética.
Aguardamos teu precioso livro em 2007.
Forte abraço.
a) Felipe Canté e Família.

Silvia Lima, Castanhal-Pa disse...

Palavras encantadoras. Canto pela vida. Parabéns!
Beijos, Silvia Lima

Adriana Costa disse...

Devore-te cada palavra...
e ainda em estado de êxtase, agradeço-te de coração por ter como amigo um poeta completo!
:-)

disse...

Devora, engole .. e sente!
bom começo de digestão ...rsrs

disse...

Devora, engole .. e sente!
bom começo de digestão ...rsrs

ailiramboni@hotmail.com disse...

Adorei estar aqui!!!!
Muito...
Volto.. volto...volto...
Deixo um beijo e agradeço a oportunidade
de entrar neste teu mundo !!!!

Paula Machado disse...

Talento incontestável e palavras sempre pungentes...
maravilhoso

beijos

Pe Ramos disse...

Olá Amigo!!!
Como vai? Desejos de que com você tudo esteja bem. Por cá, a vida vai correndo no normal.
De passagem pelo seu espaço li essa sua última obra de arte literária. Bonita e profunda. Parabéns pelo dom poético que tem dentro de si e obrigado por o saber partilhar com os amigos. Eu me sinto pequeno junto de alguém como você. Você tem arte, você sabe dar sabor às palavras, você sabe comunicar. Sabe, você é rico e é bom porque da pobreza das palavras faz verdadeiros milagres. Você transforma simples palavras em alimento para nosso espírito. De facto, você também é filho do Criador e por isso aprendeu com Ele a fazer do nada coisas maravilhosas.
"As pessoas que mais gozam a vida
não são aquelas que vivem muitos anos,
mas sim as que sabem viver
e aproveitar cada minuto da sua vida".
Então viva feliz e, em cada minuto da sua vida construa sua felicidade.
Fike bem, fike com Deus até mais...
Abraços daki de Lamego - PORTUGAL.

Pe. Ramos

marilia carboni disse...

Voltei p te ler mais um pouco...
Pois todo o tempo do mundo seria pouco ainda...
Adorei e adoro estar aqui!!!!
Parabéns e sucesso...sucesso vc já tem...
Beijos...
Marilia Carboni.

Cintia Teixeira Pinto disse...

Ainda que as coisas pagãs e as mentiras liquidem o Ceu e o Mar,
o Sonho azulado insano e a escuridão líquida dos castelos , mistérios das profundezas das águas, a Terra do avesso,enfurecida, em erupção...há de estar hirta, como pedra fosse, uma rosa fingida e escultural , mas Rosa! A fincar as tuas palavras no Eterno, do Tudo e diante do Nada!

*Parabens. Não me canso de olhar....
Cintia Teixeira Pinto

citadinokane disse...

Benny,
Estou aqui para desejar um ano repleto de realizações.
Pôxa! Gostei da tua poesia e quero te fazer um convite que envolve outras pessoas da blogosfera paraense, vamos conversar, ok?
Abraços,
Pedro

paulo vigu disse...

EStrume da fala movediça + automóvel enviuvando famílias + gozada de anta + espada de vento multifacetando a rosácea. É tudo contemporâneo e belo, Sr. Benny. Riodaqui até o mar leva abraço a você. Paulo Vigu

Olympio de Azevedo disse...

Dom Benny,

Gosto da sua participação no seriado da Globo no papel de Boto Rosa. Simplesmente magnifico! A saga dos seringais foi tema de uma série de reportagens de seu amigo há 20 anos atrás.Teus dentes de ouro e a crença na tua capacidade de engravidar via terceiros é a formula mágica de não pagar pensão alimentícia e assumir a paternidade! Soube que estão vendendo no cambio negro, em pequenos pedaços no Mercado de Belém,uma cueca velha do Boto Rosa, como uma espécia de viagra rosa rosa! É demais pra minha cabeça! Esse espaço está magnífico.
Seu colega baiano,
Olympio de Azevedo

Aldo Marques disse...

Benny, imaginei ler-te ao som de uma batera em ritmo jazzístico. Suavemente a escova malha o couro e a prata e, de quando em vez, uma baqueta marca forte o compasso da emoção.
Seus versos gritam; nascem do estômago, do sexo, e fogem para o mundo arranhando a garganta. Ninguém é o mesmo após conhecer a poesia bennyana.

Antonio Calloni disse...

A mulher que tem essa boca escrita merece a ausência de toda morte. Parabéns
pelo poema. Evoé!!! Abraço, Calloni.

luizao disse...

Estive aqui xeretando. Fui...